;

domingo, 1 de abril de 2012

Em teus e meus






Teus olhos enxergam duas vezes unidos aos meus
Tua boca fala três vezes longe de mim
Tua sede dentro de si nunca acabará...


"Sentindo o vento do mar que à tarde me dá".


Nayron Medeiros Soares

0 comentários: