;

sábado, 4 de fevereiro de 2012

O garoto e a lua




Quando aquele sorriso apareceu
em frente a mim. Não acreditei
que estava sorrindo para meu lado

Naquele dia a lua estava com
arcos amarelos em sua volta

Muitas estrelas brilhando sobre
aquela noite fria de outono

Nem parecia que o chão estava
repleto de folhas secas, uma se
jogando contra outra

No Jardim onde estava, tinha
uma árvore que parecia ser a
maior de todas aquelas em volta

Parecia esta apontando para lua,
tão cheia que meus olhos brilhavam

Nesse momento, percebi que o
ar era tão puro que começou a me
sufocar

Não consegui dizer nada, não
consegui gritar. Aos poucos estava
morrendo dentro de mim mesmo....

Caí sobre as folhas, onde o resto
de mim ficou para se transformar
em outra matéria.

"Eu diria para si mesmo, se me ouvisse".

Nayron Medeiros Soares

0 comentários: