;

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Real e imaginário




Nem todo por que é explicado
Nem todo por que existe resposta
Nem toda resposta responde
Nem tudo que responde é óbvio

Nem tudo que bebemos é água
Nem toda água mata a sede
Nem todo direito é respeitado
Nem todo respeito é dado

Nem tudo que vemos é real
Nem todo real é irreal
Nem todo desejo é realizado
Nem todo sonho é conquistado
Nem tudo que é certo, é certo
Nem todo certo é errado

Nem todo segredo é revelado
Nem todo amigo é adorável
Nem tudo que vimos é justo
Nem todo justo é injusto

Nem tudo que pensamos é real
Nem todo real é imaginário
Nem todo cometa vem à terra
Nem toda terra é areia
Nem tudo que sinto é o que quero
Nem todo sentimento é real.

Nem todo grito é alto
Nem todo baixo grita alto
Nem todo homem é macho
Nem toda mulher é santa
Nem toda santa é santa

Nem todo fogo queima
Nem todo beijo é amável
Nem toda arma de fogo
Fere o outro

Tudo é o Tudo, Todo é um sonho
Sonho corrido é reservado
Aquele incorrido é esvaziado


"Existem coisas reais, ideais e imaginárias, basta apenas conecta-las e usá-las".
"Força a mente, cria o que sente. Veja a forma, não esteja na forma".

Nayron Medeiros Soares

sábado, 14 de agosto de 2010

O caos


O acaso lhe causou caos
Trouxe escolhas,
Sonhos, vida, amor,
Carinho e pudor.

"Olhe para o seu algo e não tenha medo. Sonhe mesmo sem dormir".

Nayron Medeiros Soares

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Ponto final do inicial



Ponto que sufoca
Aquele que arrocha, cheio de ardor
Frio e seco como a dor

Ponto a ponto na vida
O ponto que ficou apontado
Precisou vir um dia

Ponto a ponto foi feito
Descrito com o receio
No que creio me foi feito
Sem problema do receio

Eu creio, recreio e não receio.



"Coisas acontecem, ao menos querermos. Não deem as costas, elas aconteceram do mesmo jeito. Não tenha medo, porque eu creio".

Nayron Medeiros Soares